Como reduzir acidentes de caminhão dentro de uma empresa?

como reduzir acidentes de caminhão dentro de uma empresa

Só quem já conduziu veículos pesados pelas estradas sabe as dores, as delícias e os perigos do ofício. E, para aqueles que fazem o gerenciamento e a logística destes profissionais, o assunto é ainda mais delicado. Nesse sentido, saber como reduzir acidentes de caminhão dentro de uma empresa é crucial, sobretudo considerando a recorrência dos eventos. 

Afinal, é necessário prezar não apenas pelas cargas transportadas, mas principalmente pela segurança dos motoristas (e demais veículos e pedestres). 

Para se ter noção, de janeiro de 2022 até fevereiro de 2023, mais de 108 mil veículos de carga se envolveram em acidentes de trânsito, segundo o Instituto Paulista do Transporte de Carga (IPTC). 

Para te ajudar a manter sua frota de fora das estatísticas, preparamos um guia com as principais dicas para montar uma operação mais eficiente, aumentando a segurança no transporte de cargas e reduzindo os custos associados a acidentes. 

Vamos lá! 

4 causas comuns de acidentes com caminhão

A seguir, listamos as principais causas de acidentes com caminhão. Atente-se a elas e trabalhe para manter a sua frota longe de episódios como estes.

1. Falhas mecânicas

Todo veículo está suscetível a avarias mecânicas. O problema está na falta de correção dos problemas e no descuido com as manutenções preventivas e preditivas

Por menor que pareça o dano, ele pode causar uma pane quando menos se esperar, ou até mesmo impedir o motorista de lidar com uma situação que exige reação imediata.

Por isso, quando se fala em como reduzir acidentes de caminhão dentro de uma empresa, a primeira etapa é conferir o estado dos veículos

Em determinados casos, um plano de manutenção pode ser suficiente. Em outros, pode ser necessário renovar a frota. 

Leia também: Como comprar caminhão financiado? Tudo o que precisa saber

2. Eventos atípicos (condições adversas)

Neblina, chuva forte, óleo na pista, trânsito carregado… esses são apenas alguns exemplos de cenários que podem exigir mais habilidades dos motoristas.

Em certos casos, redobrar a atenção pode ser o suficiente para reduzir as chances de acidentes. No entanto, em outros momentos, como quando há um temporal, fazer uma pausa em um local seguro é o mais recomendado. 

3. Infrações de trânsito

Infelizmente, determinados acidentes podem ser provocados pelos condutores ou pedestres envolvidos. No caso dos caminhoneiros, esse tipo de ocorrência normalmente acontece quando o motorista está cansado, o que prejudica a atenção. 

No levantamento do IPTC citado anteriormente, por exemplo, entre as causas citadas como mais comuns para os acidentes estão:

como reduzir acidentes de caminhão dentro de uma empresa

Fonte: Acidentes de Trânsito no Transporte de Cargas: Estatísticas e Prevenção – IPTC

Além da exaustão, que pode prejudicar a reação (e pode ser amenizada incluindo pausas para descanso no trajeto), o estresse e a tensão são problemas graves. 

Em geral, momentos de trânsito intenso, como os períodos de pico, podem causar irritabilidade. Nessas horas, é crucial manter a cabeça fria e evitar comportamentos arriscados

Afinal, a “economia de minutos” no percurso não vale nada se comparada ao risco dos acidentes rodoviários.  

4. Infraestrutura das estradas

Por fim, lidar com a qualidade das estradas pode ser desafiador para os condutores, e também um dos motivos para as intercorrências nas rotas que geram mais acidentes. 

Seja devido a buracos, falta de iluminação, sinalização estragada etc, esses percalços (muitas vezes inesperados), podem colocar a segurança durante o transporte de carga em risco.

Infelizmente, estes fatores estão fora do controle das empresas. 

O que se pode fazer é oferecer treinamentos, instruir os caminhoneiros a redobrar a atenção e deixá-los cientes de quais são os trajetos mais críticos.

Principais rotas que geram mais acidentes rodoviários no Brasil

As principais rotas que geram mais acidentes rodoviários no Brasil são:

  • BR-116: rodovia que liga Ceará ao Rio Grande do Sul.
  • BR-381: rodovia que leva de Espírito Santo a São Paulo.
  • BR-262: rodovia que interliga Espírito Santo, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso do Sul.
  • BR-040: rodovia que liga Brasília ao Rio de Janeiro.
  • BR-101: rodovia com início em Rio Grande do Norte e final no Rio Grande do Sul.

Essas são consideradas as rotas mais perigosas do país, levando em conta os aspectos estruturais, o número de acidentes e afins. Logo, vale a pena ficar atento! 

Quer saber mais sobre esses trajetos? Então, confira o artigo “5 estradas mais perigosas do Brasil: curvas, asfalto ruim e +!”. 

Como reduzir acidentes de caminhão dentro de uma empresa?

Agora que você sabe as principais causas e onde mais acontecem as ocorrências de trânsito, chegou a hora de falar em segurança no transporte de cargas. Que tal algumas dicas práticas de como reduzir acidentes de caminhão dentro de uma empresa? Confira! 

1. Invista na capacitação dos motoristas

A formação inadequada pode ser um agravante para os acidentes rodoviários. E aqui não se trata apenas da habilitação, mas também dos cursos específicos a depender das cargas transportadas

Além disso, treinamentos constantes em relação a segurança, direção defensiva, entre outros, são cruciais para assegurar que o profissional tenha conhecimento de boas práticas para seu dia a dia.

Afinal, como vimos, as reações tardias são uma das causas comuns de acidentes com caminhão.

2. Faça a manutenção regular da frota

Os caminhões são a ferramenta de trabalho dos seus funcionários e um patrimônio do seu negócio. Portanto, mantê-los em perfeito estado é o passo mais básico para diminuir acidentes dentro de uma empresa de carga. 

Dessa forma, é importante incluir tanto a manutenção preditiva (o monitoramento constante do veículo), quanto a preventiva (programada) na rotina empresarial. 

Mesmo que a manutenção provoque uma pausa nas atividades, não negligencie essa tarefa, pois é a verificação regular que ajudará a reduzir os riscos de falhas mecânicas durante as rotas

3. Seja realista com o prazo das rotas 

Trabalhar com prazos apertados é uma das piores decisões que se pode tomar ao fazer a logística das operações. Essa pressão pode fazer o condutor abdicar das pausas, essenciais para o descanso adequado. 

E, como vimos, a exaustão pode provocar as ocorrências no trânsito — justamente o que você deseja evitar, certo? 

Portanto, faça o planejamento incluindo momentos para descanso, considerando que, em determinado momento, o condutor possa precisar parar para ir ao banheiro, fazer um lanche e afins, antes de seguir viagem.

Além disso, não deixe de orientar o caminhoneiro sobre os melhores locais para fazer as paradas, especialmente nas rotas que geram mais acidentes. Afinal, é preciso cuidar da segurança a todo momento! 

Gerencie sua frota de ponta a ponta

Agora que você sabe como reduzir acidentes de caminhão dentro da sua empresa, chegou o momento de descobrir como garantir o fluxo prático de documentos que o transporte de mercadorias precisa. Para isto, você pode contar com a Emiteaí

Com nossa solução, você gerencia melhor os documentos fiscais de transporte, tais como CT-e, NFS-e, MDF-e e CIOT. Além disso, tem muito mais compliance na gestão de tarefas de fretes, melhorando a performance e elevando a produtividade.
Quer entender, em detalhes, como a Emiteaí funciona? Entre em contato com um de nossos especialistas!

Compartilhe:

Leia também