GUIA: o que é FIFO e LIFO na logística e quais suas diferenças?

o que e fifo e lifo na logística

Ter uma boa gestão de estoque é fundamental para o sucesso das empresas, garantindo agilidade para o gerenciamento interno e qualidade para os serviços prestados. Nesse sentido, entender as principais estratégias, como o que é FIFO e LIFO na logística, é o primeiro passo para otimizar o fluxo de produtos.

Mas o que exatamente significam esses termos, quais são suas diferenças e principais benefícios?

É isso mesmo que você vai aprender lendo esse post! 

O que é FIFO na logística?

FIFO é um método de gestão de estoque que prioriza a venda dos produtos mais antigos, garantindo uma rotatividade mais eficiente e prevenindo perdas por vencimento ou obsolescência. A sigla FIFO vem do inglês “First in, First out”, que pode ser traduzida como “primeiro que entra, primeiro que sai”.

Dessa forma, mesmo que um novo lote de produtos chegue na empresa, ao receber um pedido do consumidor, a prioridade é a venda do primeiro lote, que já está armazenado há mais tempo no estoque.

É exatamente isso que o supermercado faz quando recebe um novo carregamento de caixas de leite, por exemplo.

A estratégia é ideal para empresas que lidam com produtos cuja data de validade é um fator determinante, como:

  • indústrias alimentícias: como frutas, legumes e bebidas;
  • indústrias farmacêuticas: onde a validade dos medicamentos é crítica para a segurança dos consumidores;
  • lojas de outros tipos de produtos perecíveis: como de limpeza, cosméticos e flores.

De qualquer forma, até mesmo fora destes segmentos o FIFO pode ajudar a evitar desperdícios relacionados à má gestão de estoque.

De acordo com o Índice Global do Desperdício de Alimentos da ONU, 17% de todos os alimentos disponíveis para consumo são desperdiçados anualmente em nível global per capita.

Em complemento, a pesquisa O Alimento que Jogamos Fora, realizada em 2023 pela MindMiners, mostra que 95% das empresas têm costume de jogar comida fora.

Sendo assim, o FIFO é uma solução indicada para giros de estoque mais dinâmicos, permitindo uma rotatividade mais padronizada e contínua.

>> Você também pode gostar: como ter uma logística de entregas eficiente

7 benefícios em adotar o método FIFO

  1. Evita o desperdício de produtos e reduz os custos de armazenagem.
  2. Promove mais organização de saída e entrada de produtos, facilitando a localização no estoque.
  3. A separação de produtos, a embalagem e o envio são feitos com mais rapidez e praticidade.
  4. Certifica que os níveis de produção acompanhem as demandas.
  5. Promove a padronização da qualidade das entregas.
  6. Gera mais satisfação ao cliente, já que a venda de produtos sempre frescos e de alta qualidade aumenta a confiança na empresa
  7. Aumenta a eficiência operacional e melhora a rentabilidade geral do negócio.

Conseguiu entender o que é FIFO na logística e como o método é crucial para o controle de qualidade, não é?

Agora, vamos para o próximo passo: entender como funciona o LIFO!

O que é o LIFO na logística?

LIFO é a abreviação do termo em inglês “Last In, First Out”. Trata-se de uma estratégia de armazenamento de mercadorias em que os itens mais recentes adicionados ao estoque são vendidos primeiro. É um método comum em situações em que os preços tendem a aumentar ao longo do tempo.

Para ficar mais fácil de entender o que é LIFO na logística, pense nas fábricas de eletrônicos, que vendem os modelos mais novos primeiro para aproveitar as últimas tecnologias. Essa abordagem é usada a fim de manter os produtos competitivos, podendo até mesmo oferecer Same Day Delivery.

Dessa forma, o LIFO pode ser vantajoso em cenários como:

  • empresas cujos produtos têm longo prazo de validade ou que não estragam com facilidade;
  • empresas que se beneficiam da valorização do estoque;
  • empresas que desejam se proteger contra a inflação, como as de commodities;
  • varejistas de moda rápida;
  • fábricas de produtos com alto valor agregado, como eletrônicos e veículos, onde a obsolescência é um fator preocupante.

Assim, o sistema LIFO costuma ser aplicado em negócios que buscam menor movimentação, evitando o risco de avarias e mantendo uma melhor organização do estoque.

Já que tocamos nesse tópico, aproveite e confira nosso Guia de Transportadoras gratuito e descubra como garantir a segurança das cargas e muito mais!

>> Você também pode gostar: Transporte agrícola: importância, tipos e gestão de riscos

7 benefícios em adotar o método LIFO

  1. Assegura a qualidade e a integridade dos produtos mais resistentes.
  2. Mantém o estoque organizado com rapidez e em um espaço mais otimizado, reduzindo o prazo de entrega aos clientes.
  3. Gera redução do Imposto de Renda, economizando em curto prazo.
  4. Promove proteção contra a inflação, garantindo maior lucro no futuro.
  5. Torna a gestão de estoque mais simples, pois não é necessário monitorar datas de validade.
  6. Gera flexibilidade de preços de venda, ajustando-os de acordo com os valores atuais de reposição de produtos.
  7. Promove a redução de obsolescência, vendendo modelos mais novos antes que se tornem obsoletos.

Isso mostra que o LIFO também pode ser uma adoção muito vantajosa para uma empresa, dependendo de suas necessidades.

Para ficar bem claro o que é FIFO e LIFO na logística, vamos ver quais são as suas principais diferenças?

5 diferenças entre FIFO e LIFO na logística

  1. Fluxo de produtos: em FIFO, o primeiro produto que entra é o primeiro que sai. Já no LIFO, o último que entra no estoque tem prioridade para a venda.
  2. Impacto na qualidade: enquanto o FIFO foca em minimizar perdas devido ao vencimento de produtos mais antigos, o LIFO pode aumentar o risco de obsolescência, já que os produtos mais antigos podem ficar armazenados por mais tempo.
  3. Controle de estoque: o FIFO exige mais controle de estoque, dificultando a implementação em empresas com alto volume de produtos.
  4. Resultado financeiro: o FIFO conta com lucro imediato com produtos antigos. Já o LIFO tem lucro diferido com as novas mercadorias.
  5. Lucro tributável: o custo dos produtos vendidos tende a ser mais baixo no FIFO, resultando em um lucro tributável mais alto em comparação ao LIFO.

FEFO: uma alternativa estratégica

O método FEFO (“First Expired, First Out”) pode ser uma alternativa de tecnologia para gestão logística para a sua empresa. A abordagem prioriza a venda dos produtos com vencimento mais próximo, garantindo a qualidade dos produtos e evitando perdas. 

Ou seja, é um sistema específico para setores que trabalham com produtos perecíveis ou com datas de validade limitadas.

As maiores vantagens do método FEFO são a redução de desperdícios, contribuição no controle de entregas de produtos frescos e dentro do prazo de validade, além da redução de custos com armazenamento.

Em resumo, a tecnologia torna a gestão de estoque mais simples, com um processo intuitivo e eficiente. Como consequência, permite uma melhoria na qualidade das mercadorias, o que eleva a satisfação dos clientes e solidifica a imagem da marca.

No caso de empresas do segmento alimentício, o FEFO desempenha um papel crucial na segurança alimentar, evitando a venda de produtos vencidos e potencialmente prejudiciais à saúde dos consumidores.

>> Você pode gostar: Carga fracionada, o que significa e quais são os desafios no frete?

Qual método de gestão de estoque utilizar?

Dominar o que é FIFO, LIFO e FEFO na logística é fundamental para uma organização eficaz dos produtos em qualquer negócio. A escolha de qual método de gestão de estoque utilizar vai depender do que será vendido, do perfil da empresa e das condições do mercado.

Além disso, se a marca trabalha com produtos que se encaixam em diferentes categorias, é possível optar por mais de uma abordagem de forma simultânea.

Quando o assunto é logística, a tecnologia é uma grande aliada para otimizar as operações e impulsionar o sucesso do negócio.

Que tal transformar sua transportadora em uma operação logística de alto desempenho? Com a EmiteAí, você agiliza processos e ganha eficiência nas entregas. Solicite uma demonstração hoje mesmo!

Compartilhe:

Leia também