Descubra como funciona o pedágio Free Flow + como pagar

como funciona o pedágio free flow

O pedágio Free Flow é uma inovação que tem sido implementada em várias rodovias, sobretudo nas mais movimentadas do Brasil.

Trata-se de um sistema de pagamento automático de pedágio, que permite que veículos dirijam pelas estradas sem a necessidade de parar para efetuar a quitação da taxa.

É muito importante entender o que é como funciona o pedágio Free Flow. Segundo pesquisa do UOL, essa nova modalidade tem confundido motoristas e gerado multas por evasão.

Para tirar todas as suas dúvidas, neste post te daremos uma visão completa sobre o que é a novidade, desde o processo de cobrança até as consequências legais e financeiras do não pagamento.

Vamos lá?

O que é o pedágio Free Flow?

O pedágio Free Flow é um sistema eletrônico de cobrança de pedágio que elimina a necessidade das cabines tradicionais e barreiras físicas. Seu principal objetivo é a praticidade, já que permite que as viagens e o trânsito sejam mais fluidos, com trajetos livres de paradas obrigatórias e redução de velocidade.

É por isso que foi chamado de Free Flow, que significa “fluxo livre” em inglês.

E como funciona o pedágio Free Flow exatamente? Trata-se de uma estrutura que fica sobre a rodovia, composta por um pórtico equipado com câmeras e antenas que identificam os veículos.

Essa identificação pode ser feita por meio da tag de cobrança instalada no para-brisa do carro ou pela sua placa.

Os sensores na estrutura conseguem analisar altura, largura e comprimento dos veículos com uma tecnologia que funciona até mesmo em momentos de baixa visibilidade, como durante à noite ou em situações climáticas de chuva e neblina.

7 principais vantagens do Free Flow

  1. Reduz o congestionamento de tráfego e garante um fluxo contínuo de veículos.
  2. Gera menos estresse e facilita a rotina dos motoristas, que não precisam mais lidar com dinheiro em espécie ou procurar por troco.
  3. Economiza tempo de viagem, fazendo com que os trajetos sejam mais rápidos e tranquilos, além de permitir uma melhor gestão de entregas.
  4. Melhor para o meio ambiente: o pedágio Free Flow contribui para reduzir as emissões de poluentes atmosféricos, já que os veículos não precisam ficar parados com o motor funcionando enquanto esperam pela cobrança.
  5. Facilita o controle financeiro, pois as transações são registradas eletronicamente e podem ser facilmente rastreadas e gerenciadas.
  6. Reduz os custos operacionais.
  7. Oferece mais segurança na estrada, devido à redução no risco de acidentes causados por frenagens bruscas ou colisões traseiras.

Onde tem pedágio Free Flow no Brasil?

A alternativa de pedágio sem cancela foi determinada pela Lei n°14.157 de 2021, mas apenas começou a entrar em operação no Brasil em março de 2023. O projeto ainda está em expansão no país, portanto, está presente em uma quantidade limitada de rodovias.

Atualmente, a operação está funcionando nos seguintes trechos:

  • BR 101 (rodovia Rio-Santos): km 414 (Itaguaí); km 447 (Mangaratiba); e km 538 (Paraty).
  • ERS 122 (rodovia estadual do Rio Grande do Sul): km 108; km 151; km 45; e km 4.
  • ERS 446 (rodovia estadual do Rio Grande do Sul): km 6.
  • ERS 240 (rodovia estadual do Rio Grande do Sul): km 30.

Segundo o governo de São Paulo, o litoral paulista também deve receber a tecnologia Free Flow em 2024. Por enquanto, o novo sistema de cobrança estará presente nas estradas SP 55 (Padre Manoel da Nóbrega), SP 88 (Mogi-Dutra) e SP 98 (Mogi-Bertioga).

Para conferir se a rodovia que você deseja usar conta com pedágio Free Flow, consulte o site da concessionária responsável.

Agora, vamos entender como funciona o pagamento do pedágio Free Flow?

Como funciona o pagamento do pedágio Free Flow?

Existem duas formas de pagar o pedágio Free Flow: por tag eletrônica ou leitura de placa. A tag é um adesivo acoplado ao veículo que debita o valor da tarifa automaticamente. Já pela identificação da placa, o pagamento é feito no site da concessionária, no app, via WhatsApp ou por totens na estrada.

Se o motorista usar a tag, a cobrança pode ser realizada diretamente de um saldo pré-pago, da conta de cartão de crédito, por pix ou outros meios. Na modalidade pré-paga, o valor pode ser recarregado com praticidade utilizando aplicativos ou sites.

Além disso, carros com a tag podem ser beneficiados com descontos de uso e de frequência.

Já para quem não tem a tag eletrônica instalada no veículo, o valor da passagem fica disponível para pagamento em até 48 horas e o motorista tem até 15 dias corridos (e não úteis) para fazer o pagamento.

Dica! Por se tratar de um sistema ainda novo, antes de começar a viagem, verifique no site da concessionária da rodovia a ser utilizada se ela já adota o sistema Free Flow. Dessa forma, você terá instruções atualizadas para realizar o pagamento correspondente.

Leia também: Rotas para economizar com transporte de cargas: como planejar

Você deve estar preocupado com o que acontece se não pagar o pedágio, não é? Então veja abaixo qual o valor da multa por evasão de pedágio!

O que acontece se não pagar o pedágio?

A falta de pagamento do pedágio Free Flow acarreta em uma infração grave de trânsito, prevista no artigo 209-A da Lei nº 9.503, do Código de Trânsito Brasileiro. Caso não seja pago, a multa por evasão tem valor de R$195,23, além de cinco pontos na CNH.

Sendo assim, é muito importante ficar de olho em cada rodovia que você pretende passar com o seu veículo.

Para ficar mais tranquilo e aprender as melhores práticas para gerenciar a sua transportadora, nós recomendamos nosso Guia de Transportadoras, com download grátis!

Cuidado com o “golpe do Free Flow”: golpistas enviam boletos falsos!

Tratando-se de uma novidade recém implementada, já circulam golpes baseados em boletos falsos. Na prática, os criminosos enviam boletos de cobrança de passagem para os motoristas em nome das concessionárias de pedágio. Sendo assim, tenha cuidado ao receber boletos por correio ou e-mail, verificando a autenticidade antes de realizar qualquer pagamento.

Em reportagem ao UOL, concessionárias afirmam que não emitem e nem enviam aos clientes boletos de cobrança do sistema Free Flow por e-mail ou qualquer outro canal de comunicação

Por fim, agora que você já sabe como funciona o pedágio Free Flow e como evitar golpes, o que acha de otimizar no transporte? Para garantir a segurança da sua transportadora e uma operação muito mais ágil, conte com a EmiteAí!

Nossa plataforma tem a integração que você precisa para gerenciar seus transportes de cargas com tranquilidade, tudo em uma única ferramenta. Solicite uma demonstração e transforme seus obstáculos em funcionalidades inovadoras!

Compartilhe:

Leia também