Segurança na estrada: 7 formas de melhorar

segurança na estrada

Buscar por mais segurança na estrada é uma tarefa cuja responsabilidade deve ser dividida entre os motoristas, as empresas de transporte, os contratantes e as autoridades públicas. A ideia é entregar a esses profissionais melhores condições de trabalho, protegendo suas vidas e das pessoas ao redor.

Oferecer treinamento de segurança para transporte rodoviário é um ótimo exemplo do que pode ser feito. Porém, há diversas outras ações e medidas que precisam ser colocadas em prática.

Por que isso é importante? Porque, infelizmente, o número de acidentes envolvendo caminhões ainda é bastante alto no nosso país. 

Dados da Polícia Rodoviária Federal, divulgados em uma matéria do site do Jornal Hoje, revelaram que a cada quatro acidentes nas estradas em 2023, um envolveu veículo de carga pesada.

Como consequência, até abril desse ano foram contabilizados 1.211 feridos graves e 631 mortes.

Além da preservação da vida humana, que deve ser prioridade para as empresas, é preciso considerar também o lado financeiro desses eventos. De pagamento de indenizações a perda de carga, há vários pontos que podem gerar altos custos para motoristas e empresas.

Certamente, você não quer passar por isso, não é mesmo? Então, veja neste artigo sete dicas de condução segura para caminhoneiros. 

Antes, confira o que se entende por segurança na estrada, quais são os acidentes mais comuns envolvendo caminhões e as principais causas.

O que se entende por segurança na estrada?

É possível definir segurança na estrada como um conjunto de ações e medidas que ajudam a proteger a saúde e a vida dos motoristas, os veículos no qual estão, demais ocupantes e também os condutores e pessoas ao redor. 

A busca por uma condução segura precisa fazer parte da rotina desses profissionais. Porém, ela também deve ser promovida pelos contratantes e governantes.

Os órgãos públicos, por exemplo, têm a responsabilidade de garantir estradas seguras e em boas condições de uso.

Já as transportadoras precisam incluir em suas gestões treinamento de segurança para transporte rodoviário e DDS para caminhoneiros (Diálogo Diário de Segurança), entre outras boas práticas.

Quanto mais capacitado é o caminhoneiro, e mais ferramentas e condições ele tem para trabalhar, maior será sua segurança na estrada.

Dica de leitura: “5 estradas mais perigosas do Brasil: curvas, asfalto ruim e +!

Quais são os acidentes mais comuns envolvendo caminhões?

De acordo com o painel da CNT, Confederação Nacional do Transporte, formado por dados da Polícia Rodoviária Federal, os tipos de acidente mais comuns nas estradas brasileiras, que também envolvem caminhões, são:

  • atropelamento;
  • capotamento/tombamento;
  • colisão;
  • danos eventuais;
  • derramamento de carga;
  • incêndio veicular;
  • queda de ocupante;
  • saída da pista;
  • eventos atípicos.

Já o relatório mais recente da CNT, com estatísticas sobre acidentes rodoviários envolvendo apenas caminhões, mostrou que as principais causas dessas ocorrências são:

  • grandes distâncias percorridas;
  • necessidade de cumprir prazos;
  • dificuldades para planejar a viagem;
  • falta de descanso do motorista;
  • excesso de confiança do caminhoneiro;
  • excesso de carga;
  • falta de manutenção no veículo;
  • atitudes imprudentes;
  • falta de atenção na estrada;
  • mal súbito;
  • sono;
  • problemas de saúde do caminhoneiro;
  • infraestrutura precária das estradas;
  • ausência de bons treinamentos, iniciando já na autoescola.

Como melhorar a segurança na estrada? 7 dicas!

Para melhorar a segurança na estrada, é bastante indicado:

  1. realizar treinamentos e atualizações;
  2. fazer a manutenção correta do veículo;
  3. evitar viagens noturnas;
  4. respeitar as leis de trânsito;
  5. não dirigir sem as devidas condições de saúde;
  6. apenas parar em locais permitidos e seguros;
  7. planejar adequadamente os trajetos.

1. Realizar treinamentos e atualizações

Por mais experiente que o caminhoneiro seja, participar de treinamento de segurança para transporte rodoviário periodicamente é fundamental para evitar acidentes.

Nesses cursos é possível: 

  • se atualizar sobre as leis de trânsito;
  • conhecer novas formas de direção defensiva;
  • aprender como cuidar melhor da saúde quando estiver na estrada;
  • entre outros conhecimentos importantes para a rotina desses profissionais.

Nas DDS para caminhoneiros, que é uma técnica de motivação e segurança, gestores e líderes podem atualizar os motoristas sobre as regras da empresa, diretrizes para atendimento de prazos, e outros direcionamentos que afetam a forma como realizam as tarefas e o transporte de cargas.

2. Fazer a manutenção correta do veículo

Não apenas o caminhoneiro precisa estar preparado, mas o veículo também. Por isso, é essencial realizar manutenções preventivas nos caminhões. 

Além de evitar gastos maiores, como os gerados por manutenções corretivas, essa prática diminui as chances de acidentes decorrentes de falhas mecânicas.

3. Evitar viagens noturnas

Entre as nossas dicas de condução segura, não poderia faltar evitar as viagens noturnas. 

Ainda que muitas empresas prefiram viagens à noite para evitar trânsito, calor, ou mesmo como meio de garantir o cumprimento de prazos, é preciso considerar que a visibilidade é menor nesse horário, o que pode contribuir para acidentes de trânsito.

4. Respeitar as leis de trânsito

Não basta ter o conhecimento teórico das leis de trânsito, como o obtido nos treinamentos que citamos. Para evitar acidentes e garantir a segurança nos trajetos, é fundamental respeitar todas as regras.

Desrespeitar o limite de velocidade, por exemplo, é uma atitude imprudente que coloca em risco a vida de quem está dirigindo o caminhão e das pessoas ao redor, que nada têm a ver com esse comportamento equivocado.

5. Não dirigir sem as devidas condições de saúde

Longas horas na estrada, viagens seguidas, alimentação errada, poucas horas de sono. Tudo isso afeta a saúde do caminhoneiro e coloca sua segurança em risco. O ideal é não dirigir se não estiver em plenas condições físicas, mentais e emocionais.

Assim como apontado no relatório da CNT, problemas de saúde dos motoristas estão na lista das principais causas de acidente nas estradas.

6. Apenas parar em locais permitidos e seguros

Outra de nossas dicas de condução segura é: parar o veículo somente em locais permitidos e seguros. Caso surja um problema no caminhão, o indicado é usar as áreas de escape, também conhecidas como “caixas de brita”.

Para no meio da estrada ou no acostamento eleva consideravelmente o risco de acidentes. Esses locais devem ser usados apenas quando não existir nenhuma outra área, ou que seja impossível mover o caminhão. 

Nesses casos, é imprescindível sinalizar corretamente o lugar, não ficar no interior do veículo e chamar socorro imediatamente.

Aproveite e leia também: “Software para transportadora: faça uma gestão de alto nível!

7. Planejar adequadamente os trajetos

Planejar adequadamente os trajetos que serão percorridos é outra forma de condução segura para caminhoneiros, pois ajuda a identificar quais são as melhores estradas para utilizar.

Uma das melhores maneiras de fazer isso é com a ajuda da tecnologia, com soluções como o sistema TMS, sigla para o termo em inglês Transport Management System, que no nosso idioma significa Sistema Gerenciamento de Transporte. 

Esse é um recurso que otimiza o gerenciamento de transporte e as operações logísticas, realizando o planejamento de rotas e muito mais.

E por falar em tecnologia, a Emiteaí ajuda transportadores e embarcadores a melhorarem suas atuações e performances

Com diversas soluções que aceleram as operações de transportes, nosso sistema oferece emissão de diversos documentos, controle de ocorrências, gestão de pagamentos e muito mais!

Entre em contato agora com a gente e conheça todas as soluções da Emiteaí!

SOU TRANSPORTADOR | SOU EMBARCADOR

Compartilhe:

Leia também