Saiba o que é EDI na logística e transforme a comunicação rodoviária

o que é EDI na logistica

Em busca de estratégias e ferramentas para otimizar e modernizar as operações da sua empresa? Então, você precisa saber para que serve o EDI. 

Os recursos tecnológicos podem ser grandes aliados do setor rodoviário, especialmente para negócios que lidam com diversos processos e operações. 

Entre os principais para a logística, está o EDI, uma tecnologia que simplifica o compartilhamento de informações. E, consequentemente, facilita a logística da sua empresa. Demais, não é?

Se você ainda não está por dentro do assunto, chegou a hora de entender o que é EDI na logística e seus benefícios. Neste artigo, você verá: 

  • o que é o sistema EDI;
  • quais são os tipos de EDI;
  • os principais benefícios do sistema para o setor rodoviário. 

Vamos lá? Boa leitura!

O que é o sistema EDI? 

O sistema EDI, Intercâmbio Eletrônico de Dados em português, é uma tecnologia que permite a troca automatizada de informações entre empresas. Os dados são enviados de forma eletrônica, a partir dos sistemas escolhidos (independentemente de serem o mesmo ou não), facilitando a comunicação comercial e alinhando as operações.

Esse recurso pode ser usado nos mais diversos setores, por qualquer empresa que deseje padronizar o envio de informações. Por ser uma tecnologia automatizada, ela reduz o trabalho manual, otimizando tempo e reduzindo as chances de erros. 

E, na logística, o que é EDI? Confira a seguir! 

O que é EDI na logística?

Na logística, o EDI possui a mesma finalidade: facilitar e melhorar a comunicação. Dessa forma, ele otimiza os processos de transporte e distribuição

Ele pode ser usado por todo profissional envolvido na cadeia de transporte. Neste caso em específico, a maior vantagem é reduzir os custos que envolvem esse processo e torná-lo mais ágil e confiável.

Por exemplo: imagine que uma empresa contratou seus serviços para realizar o transporte de mercadorias, e ambas concordaram com o uso do EDI para facilitar a comunicação.

Logo, de forma automática, as notas fiscais das cargas que serão transportadas chegarão até você, virtualmente. 

Do seu lado, à medida que as entregas forem realizadas, a contratante receberá um arquivo contendo todas as informações da operação, facilitando a rastreabilidade. 

Esse mesmo processo pode ser feito com outros arquivos, como os dados de pedidos, remessas, pagamentos e afins. 

Quais são os tipos de EDI? 

Entre os principais tipos de comunicações que o EDI pode intercambiar, estão: notas fiscais; ocorrência de entrega; documento de cobrança, fatura de serviços, entre outras. A troca dessas informações pode ser feita de diferentes formas, com características e níveis de complexidade específicos, a depender da padronização acordada entre os parceiros. 

6 benefícios do EDI para o setor rodoviário 

Agora que você sabe o que é o EDI na logística, é hora de falar dos benefícios do EDI para as transportadoras, embarcadores e outros profissionais. São eles:

1. redução de erros;

2. agilidade nos processos;

3. redução de custos;

4. maior rastreabilidade;

5. melhor integração com os parceiros comerciais;

6. conformidade com as regulamentações.

A seguir, confira cada um em mais detalhes. 

1. Redução de erros

Com o EDI e a automatização de certos processos, sua empresa tem a chance de reduzir significativamente os erros. 

Afinal, já não há mais a necessidade de fazer entradas manuais de dados, o que pode resultar em informações duplicadas ou imprecisas. Ou seja: até o retrabalho é evitado com o uso da tecnologia. 

Em outras palavras, os processos tendem a se tornar mais eficientes e confiáveis. 

2. Agilidade nos processos

Imagine ter que emitir cada documento que envolve uma operação de transporte, em diferentes sistemas, autorizá-los junto aos órgãos competentes para, depois de tudo isso, enviar cada arquivo aos seus parceiros comerciais. 

Só em pensar você já perdeu tempo, não é? 

Nesse cenário, contar com a EDI na logística pode tornar os processos mais ágeis, já que a troca de informações se torna mais rápida.

Dessa forma, todo o tempo da operação é beneficiado: a comunicação é facilitada e até mesmo o prazo das entregas pode ser reduzido. 

Leia também:

3. Redução de custos

Um sistema eletrônico, como o EDI, substitui a necessidade de documentos físicos. Consequentemente, sua empresa consegue reduzir custos. 

Isso também vale para o retrabalho, evitado com a tecnologia, e que poderia gerar gastos adicionais. 

Outra “economia” que a comunicação mais eficiente proporciona é a diminuição do tempo gasto nos trajetos. O que, indiretamente, também ajuda a otimizar seus investimentos. 

4. Maior rastreabilidade

Facilitar a visibilidade e rastreabilidade pode contribuir para as operações comerciais do seu negócio, e esta é outra vantagem do EDI. 

Isso porque a tecnologia fornece uma visão mais clara e precisa do status das remessas durante o transporte.

Esse acesso facilitado a essas informações favorece um melhor planejamento e monitoramento das entregas.

5. Melhor integração com os parceiros comerciais

Não há nada melhor para manter todos os envolvidos na “mesma página” do que uma comunicação transparente e padronizada, não é? E o EDI é um dos recursos logísticos que permite essa integração entre as empresas parceiras. 

Uma vez que as informações são trocadas automaticamente, as chances de que não há o processo seja parado ou aconteça intercorrências reduz significativamente. 

Leia também: Gestão transparente: descubra o que é e quais são os benefícios

6. Conformidade com as regulamentações.

Assim como outros setores, o transporte rodoviário possui regulamentações e regras específicas que toda empresa precisa, obrigatoriamente, seguir. 

Essa é uma vantagem de usar o EDI na logística: além de automatizar e padronizar a comunicação, a tecnologia facilita o cumprimento das normas, garantindo que os arquivos enviados com as informações das operações estejam de acordo com os requisitos legais. 

Guia de Transportadoras

Gestão otimizada de cargas com EDI? Conheça a Emiteaí!

Agora que você já sabe o que é EDI na logística e sua importância, saiba que pode contar com a Emiteaí, nosso software que gera documentos, como CT-e, NFS-e, MDF-e e CIOT, a partir dos dados da Nota Fiscal, autorizando cada um junto ao órgão competente. 

Dessa forma, você não precisa acessar diversos sistemas para gerar os arquivos necessários durante o transporte de mercadoria. Tudo pensado para sua empresa iniciar as operações com mais rapidez e eficiência.

Se você quer contar com essa facilidade no dia a dia do seu negócio, fale com um dos nossos especialistas e entenda como a Emiteaí funciona na prática! 

Compartilhe:

Leia também