Tendências de logística: novidades da área para adaptar ao seu negócio

Tendências de logística

Acompanhar as tendências de logística é crucial para qualquer empresa, sobretudo para aquelas que fazem parte da cadeia de transportes. 

Este é o seu caso? Então, chegou ao conteúdo certo. 

A seguir, você pode conferir as novidades do mercado, as tecnologias mais promissoras e a importância da automatização de processos na logística. 

Boa leitura!

Quais os 3 pilares da logística? 

A logística é um setor vital para o gerenciamento de recursos e processos empresariais, fundamentada em 3 pilares essenciais: gestão de estoque, gestão de transporte e processamento de pedidos. Independentemente da área, todo negócio precisa se preocupar com um ou mais desses aspectos para garantir a eficiência das operações comerciais. 

A gestão de estoque é a parte responsável pelo controle de insumo, mercadoria, matéria-prima e afins. Esse processo é importante tanto para administrar o armazenamento, quanto para registrar a saída dos produtos. 

Já a gestão de transportes, como o nome indica, consiste no planejamento, execução e gerenciamento do transporte das cargas

Nesse pilar, determinados pontos não podem passar despercebidos. Por exemplo: 

  • escolha do modo de transporte (rodoviário, ferroviário, aquaviário, aeroviário e dutoviário); 
  • otimização de percursos; 
  • gestão de frotas. 

Por fim, o processamento de pedidos está relacionado com todo o ciclo que envolve uma venda: recebimento da ordem, separação, empacotamento e expedição, finalizando na entrega ao destinatário. 

Principais tendências de logística para o futuro

Agora que você sabe quais os 3 pilares da logística e a importância de cada um para uma organização, é hora de conhecer as maiores tendências para a área. Entre as principais, estão: 

  • Internet das Coisas (IoT); 
  • Sustentabilidade;
  • Tecnologia da informação. 

A seguir, veja mais detalhes de cada novidade. 

Internet das Coisas (IoT)

Internet das Coisas (IoT) é o termo utilizado para definir a conexão entre objetos físicos e tecnologias digitais, que permite a troca de informações e dados. 

Essa tendência, além de conectar diferentes setores em uma empresa, contribui para o controle e automatização dos processos que envolvem as operações logísticas. 

O rastreamento e segurança das cargas, por exemplo, são fatores que podem ser otimizados e melhorados utilizando sensores de IoT. 

Com eles, você pode monitorar um contêiner durante o transporte ou verificar a temperatura da carga de produtos perecíveis para garantir o armazenamento adequado. As opções são infinitas!

Sustentabilidade 

Você já ouviu falar em “logística verde”? Esse é um movimento que vem sendo aderido por diversas empresas para diminuir o impacto ambiental.

Essa metodologia contribui para que a sustentabilidade seja um valor presente em todas as fases do processo. 

Em parâmetros de benefícios, além de ser crucial para o meio ambiente, é importante para as empresas, uma vez que o consumidor vem se tornando cada vez mais criterioso com as marcas que demonstram compromisso ambiental/social. 

Algumas ações comuns dessa tendência são a utilização de materiais biodegradáveis, menor uso de plásticos e outros itens na embalagem, uso de transportes menos poluentes durante os percursos, entre outros. 

Tecnologia da informação 

Muito tem se falado em tecnologia da informação (TI) nos últimos anos, mas você já pensou nas vantagens desse recurso para o setor? 

Basicamente, as práticas utilizadas para armazenar, processar e transmitir informações podem tornar as operações mais eficientes e eficazes.

Um exemplo de possível uso da TI na logística é no planejamento de rotas. Afinal, os dados organizados e de fácil acesso podem ajudar a fazer mudanças nas rotas para otimizar o tempo, evitar restrições, reduzir o custo de combustível e afins. 

Essas práticas fazem parte do que é chamado logística 5.0, em que a tecnologia é usada de estrategicamente para estabelecer processos mais sustentáveis, e diminuir os riscos e perdas. 

Logo, se você ainda não utiliza nenhuma dessas tendências de logística, é hora de começar! 

Leia também: A importância da gestão de entregas para o transporte de cargas

Quais as principais tecnologias emergentes em transporte?

Atualmente, as principais tecnologias emergentes em transporte são os veículos autônomos, veículos elétricos e entregas por drones

Embora tenha certas limitações, os drones são considerados um novo meio de transporte. Isso porque o equipamento proporciona agilidade e eficiência nas operações, além de reduzir gastos. 

Já os veículos autônomos são automóveis que se locomovem sem precisar da intervenção humana. Apesar de parecer estranho, essa já é uma realidade em alguns locais.

É importante lembrar que existem níveis de automação, logo, não é preciso ter um carro com sensores, câmeras, inteligência artificial, etc, para que sua empresa utilize esta tecnologia no dia a dia. 

Um automóvel com sensores que estaciona sozinho, por exemplo, já é um tipo de veículo autônomo. 

Neste caso, o benefício está mais ligado a melhora da qualidade do serviço e a redução dos prazos de entrega, já que o processo tende a se tornar mais rápido. 

Por fim, os veículos elétricos ajudam a:

  • diminuir o consumo de combustível;
  • contribuir para a sustentabilidade da empresa; 
  • aumentar o rendimento na operação. 

Qual a importância da automatização de processos na logística?

A automatização dos processos é crucial para a otimização, seja de tempo ou de custos. Dessa forma, mais do que apenas reduzir a quantidade de trabalho, a automatização aumenta a qualidade e a produtividade dentro das empresas. E, consequentemente, o seu crescimento.

Falando especificamente do setor logístico, a automatização pode ser implementada em várias tarefas, como:  

  • controle da entrada e saída de produtos; 
  • organização e armazenamento; 
  • separação dos pedidos para envio; 
  • rastreamento das frotas; 
  • gerenciamento das equipes;
  • definição de rotas, entre outros.  

Diante do cenário atual, em que o e-commerce está cada vez mais forte, pode ser um risco para o futuro de um negócio não automatizar os processos. 

E, por esta razão, o uso da tecnologia é uma das principais tendências da logística. Seja por meio do rastreamento de produtos pelo IoT ou simplesmente utilizando um software de gestão, que oferece integração com marketplace.

Qual a maneira correta de automatizar processos logísticos? 

Como dito, uma das opções para automatizar os processos logísticos é com a implementação de um software de gestão empresarial, como um ERP, ou um Sistema de Gerenciamento de Transportes (TMS)

Você pode pensar no ERP como o cérebro de uma empresa, um local onde todas as informações ficam concentradas, e as atividades são registradas. Ou seja, um único sistema que centraliza todas as operações de um negócio.

Dessa forma, é possível acessar qualquer dado com facilidade e de forma ágil, contribuindo para as tomadas de decisões. 

Uma versão inovadora do ERP é o ERP Composable. Esse sistema chegou para promover a integração com as tendências na tecnologia, como a Internet das Coisas (IoT) e a Inteligência Artificial (IA). 

Já o Sistema de Gerenciamento de Transportes é um sistema que ajuda a gerenciar os processos que envolvem o transporte.

Basicamente, esse sistema ajuda a descomplicar a gestão de cada etapa das operações, contribuindo para a redução de erros e agilidade das entregas, o que garante a satisfação do cliente.

Com um TMS, você pode: 

  • ter visibilidade das atividades de transporte; 
  • acompanhar as entregas; 
  • visualizar o faturamento;
  • agilizar o processo de envio; 
  • obter informações e documentações comerciais.

Além disso, o TMS também realiza indicação de rotas e faz o cálculo de fretes, melhorando não só a execução das tarefas, como a redução dos custos. 

Diferença de TMS para plataformas de transportes

O TMS é uma solução que realiza todos os processos que envolvem o envio de cargas.

Já uma plataforma de gestão de transportes, como a Emiteaí, oferece todas as funcionalidades de um TMS tradicional, com o bônus da integração com outros sistemas, sejam TMSs atuais, ERPs, marketplaces, bancos, etc. 

Emiteaí: muito mais do que um TMS!

Agora você já conhece as principais tendências de logística e pode analisar quais são viáveis e benéficas para seu negócio.

Se você deseja aprimorar suas operações de transporte, tornando-as mais eficientes e estratégicas, saiba que você pode contar a Emiteaí, uma plataforma de transportes completa. 

Nosso software é 100% flexível e pode ser integrado a outros sistemas e tecnologias. 

Além disso, permite a automação de todo o processo de gestão de documentos, gestão operacional e gestão financeira, integrando todas as etapas da cadeia de transportes.

Quer conhecer mais sobre a Emiteaí? Então, entre em contato com a gente

Compartilhe:

Leia também